Pessoa de Bem?!

by Miguel Romão

(Eu sei, eu sei – já lá vão duas semanas desde o último post…)

Tenho-me abstido de boa parte do debate político da actualidade mas há questões que ultrapassam tudo. Segundo o D. Económico, o Governo quer aumentar para cinco mil euros o limite abaixo do qual os contribuintes não podem reclamar ou recorrer de decisões da máquina fiscal. Isto, poucos dias depois de saber que o Fisco pode recorrer às contas-poupança para resolver dívidas sem necessidade de qualquer ordem do tribunal.

Ora somando esta a outras medidas aprovadas anteriormente – a que permite executar o agregado familiar por dívidas de um elemento ou a que remete para as Finanças dívidas à S. Social, autarquias, hospitais ou concessionárias de auto-estradas (!) – só podemos concluir que nunca, como agora, o Estado foi tão forte perante os fracos (aqueles que não podem contar com um Lobo Xavier). Apesar de já não vivermos em ditadura. Apesar de este governo ser tido como o mais liberal da nossa História.

Tirem o dinheiro do banco, tranquem-se em casa. Portugal está oficialmente a saque.

Anúncios